top of page

CON'NECT with Emma

Hoje estivemos à conversa com a EmmaFursuits! Uma Fursuit Maker na comunidade de Portugal! Tínhamos imensa curiosidade em saber como é fazer parte desta comunidade furry*, como é a nível internacional e em que projetos se foca!


*O termo “furry” vem do inglês e significa “peludo” surgiu na década de 1980 e, na verdade, refere-se ao fandom de pessoas que gostam de criaturas e animais antropomórficos.



Emma e Ace (Fotografia por Nunophotogomes)

Gostávamos desde já de te agradecer por teres aceite o nosso convite! É um grande prazer ter a oportunidade de ter esta pequena conversa contigo! Antes de mais, queriamos perguntar quais são os teus pronomes e por que nome preferes ser tratad@?


Obrigada eu pelo convite! Os meus pronomes são Ela/dela. E o meu nome é Mariana!


Gostávamos também de perguntar se estás confortável com o termo "furry" ou se há outro que prefiras ou com que te identifiques mais!


Por mim qualquer termo serve! Não me importo que me chamem furry, mas identifico-me mais com Fursuit maker ou Fursuiter!


Reparámos que a primeira publicação que tens no Instagram é de 2019, mas assumimos que já estivesses na comunidade Furry e de Fursuiters antes disso. Quando e como é que entraste nesta comunidade?


É uma história longa! Na verdade, eu entrei na comunidade mesmo em 2019. Sou artista desde que me lembro, tendo toda a vida feito desenhos, figuras, telas pintadas, e principalmente fantoches. Sempre adorei a possibilidade de interpretar um personagem, então decidi evoluir de fantoches para algo maior, mascotes! Descobri os Furries e os Fursuits, e fiquei super interessada! Fiz o meu primeiro Fursuit em 2019, e foi aí que decidi aventurar-me a vender Fursuits para esta incrível comunidade!



Ace


Todo esse processo e percurso é super interessante! É uma comunidade bastante niche. Como dirias que é esta comunidade em Portugal, a nível nacional?


Acho que é uma comunidade em crescimento! Cada vez surgem mais pessoas interessadas, e fico super feliz com isso! Sem dúvida é uma comunidade muito especial para mim então é bom ver que está a crescer cada vez mais! Mal posso esperar para que um dia exista cá um evento furry como existe nos EUA e outros países!


Já que falaste no tópico da comunidade lá fora, como dirias que é a comunidade a nível internacional e como é que é diferente da comunidade a nível nacional?


Sinceramente não acho que haja grande diferença. Apenas temos um país mais pequeno e com menos possibilidades de grandes eventos e coisas do género. Mas acredito que um dia tudo isso seja possível!


Esperamos que sim, pois achamos que seria super interessante, uma vez que não existe nenhum evento dedicado a Furries/Fursuiters, como existe por exemplo para Cosplayers. Como sabes, a Con'nect foca-se bastante na comunidade de Cosplay. Encontras semelhanças entre a comunidade de Cosplay e a comunidade de Fursuiters e achas que estas se encontram ligadas?


Sem dúvida! Tal como os Cosplayers, os Fursuiters são pessoas que gostam de vestir um personagem, neste caso costuma ser uma personagem original, e divertir-se!


Nem sempre é fácil explicar a alguém o que é um Furry. Para alguém que não conhecesse o conceito de Furry ou Fursuiter, como explicarias o conceito ou a comunidade?


Concordo que nem sempre é fácil dizer o que é um Furry. Para alguém que não conhece, eu diria que Furries/Fursuiters são pessoas criativas! Uma comunidade inclusiva. Pessoas com interesse em animais antropomórficos, que gostam de criar os seus próprios personagens originais! Fursuiters para mim, são pessoas que não têm medo de se divertir à sua maneira! Nem deveria existir tanto preconceito com a comunidade Furry na minha opinião, é apenas uma comunidade como todas as outras.


Já que falaste do preconceito existente à volta da comunidade, queríamos saber se já o sentiste diretamente, quer tenha sido online, em eventos, etc


Nunca senti qualquer preconceito na rua, felizmente! Como cá em Portugal as pessoas não costumam muito saber o que é, apenas me consideram uma "mascote", e quando saio à rua de Fursuit, toda a gente à volta adora! A única coisa que já aconteceu foram uns comentários de “hate” insignificantes em um post ou outro, que apago logo porque não acrescentam nada à minha vida. Mas só aconteceu uma vez ou duas.


Por curiosidade, tens alguma noção do porquê ou de onde vem o preconceito?


Acho que possa ter surgido porque é uma comunidade que desde sempre acolhe imenso a comunidade LGBTQIA+, comunidade essa que por si só já recebe imenso preconceito, infelizmente. O lado +18 também é extremamente mal visto na comunidade, mesmo sendo só uma parte. Mas qualquer comunidade tem esses lados. E isso não deveria representar a comunidade Furry de todo!


Focando agora um pouco mais no facto de seres Fursuit Maker! Já falaste de quando e como começaste a fazer Fursuits, queríamos saber qual foi o primeiro Fursuit que fizeste?


O meu primeiro Fursuit foi uma raposa laranja para experimentar fazer, e logo a seguir foi a primeira Emma! As fotos estão no meu portfólio, no site! emmafursuits.carrd.co



Emma

Fizeste a tua primeira commission em 2020! Fala-nos um pouco como foi trabalhar para o teu primeiro cliente e como foi diferente de fazeres a Emma!!


A minha primeira commission foi muito boa! O cliente foi uma pessoa incrível que ficou super contente com o Fursuit! Foi muito compensador ver a minha primeira commission a ser entregue, porque para mim não há nada mais compensador do que ver a felicidade estampada na cara de uma pessoa!! A única diferença entre ele e a Emma foi que com ele eu já sabia o que estava a fazer, mesmo tendo algum medo de falhar! Enquanto na Emma, era tudo ainda muito experimental.


Ainda bem que o cliente ficou bastante satisfeito! Agora que já sabes bem o que estás a fazer, consegues explicar-nos um pouco como é o processo de fazer um Fursuit?


Fazer um Fursuit não é fácil! É preciso bastante experiência para fazer um Fursuit de qualidade! Muito resumidamente: Primeiro começo com a cabeça. Em esponja, vou esculpindo, cortando/colando até formar uma boa base de esponja ao meu agrado (sou extremamente perfeccionista!!). Depois faço o forro, que é o tecido no interior da cabeça. Nada de esponja exposta!! A parte branca dos olhos dos meus Fursuits é impressa em 3D, e a pupila do olho é por onde se vê, pois é um tecido em rede, chamado buckram, que é pintado por mim e colado á parte branca do olho. O pelo é desbastado com uma máquina própria para cortar pelo na zona onde é preciso (normalmente sempre na zona do focinho e cara). Tenho sempre atenção aos detalhes de um personagem, como marcas específicas. São feitos os moldes para a cabeça e é tudo cosido e colado. Para o resto do fato é basicamente moldes e coser na máquina de costura! Para o corpo eu uso um manequim de fita isoladora, que é o molde do corpo do cliente!


Parece ser algo bastante complicado e que envolve muita prática e experiência! Obrigado por partilhares connosco o processo! Tendo em conta que cada Fursuit é único e com características muito próprias, qual foi o Fursuit mais difícil que alguma vez fizeste?


Diria que nenhum foi muito difícil porque realmente já tenho muitos anos de experiência em arte. Mas o mais desafiante foi o meu primeiro dragão, porque nunca tinha feito cornos e orelhas daquela forma antes!


Além de Fursuits, também fazes arte digital e ainda peluches como já tinhas mencionado no início! Há mais algum tipo de arte/expressão artística que faças?


Eu faço Fursuits, fantoches, peluches, desenhos digitais e tradicionais, pintura, escultura, e sinceramente tento qualquer coisa que venha à cabeça!!


De todas essas vertentes tens uma favorita?


Sem dúvida Fursuits, ou fantoches também!


Por algum motivo específico?


São aqueles que eu posso representar! Adoro fazer e vestir um Fursuit, interpretar um personagem! Enquanto fantoches é a mesma coisa, mas não é um fato completo. Basicamente, desde sempre que representação de personagens é a minha paixão!


Como falámos há pouco, é muito satisfatório quando reconhecem e gostam do nosso trabalho. Por isso queríamos saber como foi a experiência de seres convidada pela associação “O Dom Maior” para estar com as crianças!!


É sem dúvida mesmo satisfatório quando reconhecem e gostam do nosso trabalho! A experiência ao ser convidada pela associação “O Dom Maior” foi mesmo uma honra, porque todas aquelas crianças são grandes guerreiras que dão verdadeiras lições de vida! Então um dos melhores dias da minha vida foi mesmo trazer-lhes grandes sorrisos!! Não só fui convidada pela “O Dom Maior” mas também fui convidada para visitar uma escolinha no último dia da criança! E ver a felicidade das crianças e incrivelmente compensador.



Finlyle (Fotografia por LingLingFennec)

Assumimos então que gostarias de participar em mais projetos assim futuramente?


Sim, sem dúvida!


Por falar em planos futuros tens algum projeto planeado para o futuro que queiras partilhar connosco?


Penso em voltar à “O Dom Maior” este ano! Além disso, vêm aí muitos Fursuits, porque a minha lista de clientes neste momento é enorme. Maioria americanos! Além disso, é um plano meu (ainda nada de garantido) ir à Anthrocon para o ano! Que é um dos maiores (ou o maior) eventos Furry dos Estados Unidos!


Esperamos que consigas alcançar todos esses objetivos! Para terminar, que conselho darias a alguém que queira entrar na comunidade Furry ou mesmo entrar no mundo de Fursuiting mas tenha algum receio ou não saiba como o fazer?


Bem, para quem quer entrar na comunidade Furry, o que eu mais digo é: Divirtam-se!! Pois é uma comunidade com muito para oferecer. Quem quer entrar no mundo de Fursuiting, tenha cuidado com o calor mas é algo mesmo extremamente compensador! Vale a pena tentar!


Queríamos agradecer-te mais uma vez pela disponibilidade e pelo tempo para estares aqui a ter esta conversa! Foi muito agradável!


Obrigada eu!


Entrevista por @neglected.cos e @noras_cosplay

Edição por @manonbluts e @damiin.cos

Fotografias cortesia de @EmmaFursuits






Comments


bottom of page